Patrick Mahomes , quarterback do Kansas City Chiefs, permanecerá no time mais 10 anos – Valor do contrato é superior a R$ 2 bilhões


MVP do último Super Bowl, quarterback permanece em Kansas City até 2031; valor do contrato não foi confirmado, mas é apontado como o maior da história da NFL

Patrick Mahomes e o Kansas City Chiefs chegaram a um acordo, e o quarterback fica na equipe do Missouri por mais 10 anos. A informação é da ESPN americana. Mahomes é considerado um dos quarterbacks mais talentosos da atual geração da NFL, tendo sido campeão e MVP do último Super Bowl, o LIV. Os valores do contrato não foram revelados, mas os números totais superariam os 400 milhões de dólares – ou seja, mais de R$ 2,14 bilhões – o mais lucrativo da história da liga. O texano de Whitehouse foi draftado em 2017 e já tem no currículo duas aparições no Pro Bowl, o All-Star Game da NFL.

Como ainda tinha dois anos contratuais a cumprir, somando-se os 10 da extensão acertada nesta segunda-feira, o quarterback ficará pelo menos os próximos 12 anos no Kansas City. A expectativa é que Mahomes se torne o jogador mais bem pago da NFL quando assinar a extensão recorde.

Especialistas da NFL especulam que o jogador assine um contrato superior a US$ 40 milhões (R$ 213 milhões) por temporada. Como ele ainda tem dois nos de contrato, no valor de US$ 24,8 milhões, os 12 anos renderiam no total mais de US$ 424,8 milhões (cerca de R$ 2,3 bilhões). Atualmente Russell Wilson, quarterback do Seattle Seahawks, é o jogador mais bem pago da liga. Ele embolsa US$ 35 milhões por temporada (cerca de R$ 192 milhões).

Escolha nº 10 de 2017, Mahomes assumiu em 2018 a titularidade que era de Alex Smith em 2017, ganhando em 2018 o prêmio de MVP e se juntando a lendas como Tom Brady e Peyton Manning como os únicos quarterbacks com mais de 50 touchdowns e 5.000 jardas lançadas em uma única temporada.

Publicado em Campeonatos, Jogador, Kansas City Chiefs, NFL, Patrick Mahomes, Time | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Tom Brady: O quaterback, posa com novo uniforme do Tampa Bay Buccaneers pela 1ª vez na NFL

Após 20 anos no New England Patriots, jogador assume a camisa 12 da equipe da Flórida

A espera, enfim, acabou. Após uma longa expectativa, Tom Brady apareceu pela primeira vez com o uniforme que o Tampa Bay Buccaneers vai usar nesta temporada. A franquia apresentou o astro com sua nova camisa nas redes sociais no início da tarde desta terça-feira. Não um, mas os três uniformes da franquia: vermelho, branco e preto.

Três meses após assinar o contrato com os Bucs, Brady ainda não havia vestido a camisa do clube. A franquia da Flórida o jogador, então, fizeram mistério nas redes sociais e anunciaram a apresentação para esta terça.

O quaterback vai atuar com o mesmo número que usava no New England Patriots, equipe que deixou em março após mais de 20 anos de uma história bem sucedida. O último jogador a usar a numeração no Buccaneers foi o wide receiver Chris Goodwin, que ofereceu a 12 para Brady em sinal de respeito e por tudo que ele conquistou em sua carreira. A identificação de Brady com o 12 é tão grande que o número foi parar no nome da empresa do jogador, a TB12.

Brady, de 42 anos, é considerado um dos maiores jogadores de futebol americano de todos os tempos. Ele atuou pelo New England Patriots, time que o draftou em 2000, por 20 anos e, junto com o técnico Bill Belichick, conquistou nada menos que seis anéis de campeão da NFL, além de ter chegado a outros três Super Bowls e ter sido eleito MVP quatro vezes. O contrato com os Bucs é de 30 milhões de dólares (cerca de 150 milhões de reais) por uma temporada.

Tom Brady tem chance de fazer história nessa temporada. A cidade que vai receber o próximo Super Bowl é Tampa, cidade do novo time do quarterback. Na história da NFL, nunca um time disputou o Super Bowl em seu próprio estádio. A última e única vez que os Buccaneers foram campeões do Super Bowl foi em 2002.

Publicado em Camisa, Campeonatos, Equipamentos, Jogador, NFL, Tampa Bay Buccaneers, Time, Tom Brady, Uniforme | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Após falência, Mike Tayson junto com o seu sócio Eben Britton, ex-jogador de futebol americano, faturam alto com maconha

O ex-atleta investe no plantio de maconha em um rancho de mais de 160 mil m²

Após anunciar falência em 2003, Mike Tyson conseguiu se reestabelecer financeiramente quase 20 anos depois, muito por causa do seu empreendimento no comércio de maconha.

Aos 53 anos, Tyson e seu sócio Eben Britton, ex-jogador de futebol americano, comandam um rancho de mais de 160 mil metros quadrados na Califórnia, onde investem no cultivo de variedades de maconha. A comercialização e consumo são liberados no estado desde 2018.

Estima-se que o lucro do ex-pugilista com o “Rancho Tyson” chegue a US$ 610 mil (R$ 3 milhões) por mês.

Tyson pretende abrir um resort dentro do seu rancho, com um espaço destinado à festivais sobre maconha, além da “Universidade Tyson”, que irá ensinar o cultivo correto da erva.

Cannabis é um remédio. Nesse momento da inteligência mundial, nesse momento da vida, deveriam saber que cannabis não é uma droga. Independentemente da punição que nos dão, não podemos parar de usá-lo. Não vamos parar”, disse Tyson em entrevista para a revista canadense Kind.

Tyson já chegou a acumular US$ 300 milhões no auge de sua carreira no boxe, mas perdeu o dinheiro após série de processos e dívidas.

“Eu sei quem eu sou quando uso e quem eu sou quando não uso. E quando não uso, não gosto da pessoa que sou, porque essa pessoa não torna minha vida consistente. Quando não fumo maconha, esse cara fica procurando por problemas. A erva foi feita para mim”, declarou o ex-atleta.

Publicado em Ex-jogador, Jogador | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Efeito Covid-19: Ausência de público pode fazer times da NFL perderem U$$ 5,5 bilhões

No início do mês, a NFL divulgou a tabela para a competição, até o momento prevista para começar em 10 de setembro com a visita do Houston Texas ao Kansas City Chiefs, atual campeão

As equipes da NFL, a liga profissional de futebol americano, podem perder uma receita de aproximadamente US$ 5,5 bilhões (R$ 31,3 bilhões) se as partidas da temporada 2020/21 acontecerem sem público. A estimativa foi feita pela revista Forbes.

Porque as equipes da NFL podem perder tanto dinheiro?

Segundo a publicação, que todos os anos avalia o valor de mercado de cada uma das 32 franquias do torneio, a pandemia da Covid-19 pode tirar da liga 38% da sua arrecadação, entre venda de ingressos, estacionamento, patrocinadores, venda de produtos licenciados e comidas e bebidas consumidas em dias de jogos.

No início do mês, a NFL divulgou a tabela para a competição, prevista para 10 de setembro com a visita do Houston ao Kansas City Chiefs.

Qual a previsão para a reabertura dos estádio?

Não há uma definição de quando ou se o público poderá ir ao estádio ver os jogos. O presidente americano, Donald Trump, já disse acreditar que isso acontecerá logo, mas não há base científica para a afirmação. Os jogadores também deverão perder dinheiro.

Qual a parte financeira destinada para o sindicato?

Pelo acordo dos donos das equipes com o sindicato, estes têm direito a 47% de tudo o que é arrecadado pelas franquias em atividades relacionadas ao campeonato da NFL.

Qual o time que terá a maior queda financeira?

A maior perda será do Dallas Cowboys, a marca esportiva mais valiosa do mundo, segundo a Forbes, avaliado em US$ 5 bilhões (R$ 28,5 bilhões). A diminuição de receita dos texanos seria de US$ 621 milhões (R$ 3,5 bilhões).

Em seguida vem o New England Patriots, com perda estimada de US$ 315 milhões (R$ 1,8 bilhão). A equipe também sofrerá na próxima temporada com a ausência do astro Tom Brady. O quarterback deixou a equipe de Massachusetts após 20 temporadas e 6 títulos conquistados.

Maior vencedor da história do Super Bowl, o atleta de 42 anos defenderá o Tampa Bay Buccaneers, equipe da Flórida, a partir de setembro.

Publicado em Campeonatos, NFL, Super Bowl | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Liga nacional de futebol americano(BFA) suspende temporada 2020

Um jogo da BFA envolve muita gente, desde jogadores até vendedores ambulantes em estádios. O cenário atual no Brasil e no mundo exige medidas fortes para que possamos proteger a saúde de todas essas pessoas. Promover jogos de futebol americano, dentro da situação em que estamos vivendo, seria colocar em risco a saúde de todos os envolvidos. Por isso definimos, inicialmente, que o campeonato não começaria em julho, como havia sido programado.

Para diminuir custos reduzimos, em um primeiro momento, a temporada regular das equipes da Elite, e todos passariam a disputar 4 jogos antes dos playoffs. Já em um passo seguinte, analisamos as possibilidades de execução da BFA: fase regular e playoffs regionais seguidos de fase nacional; cancelamento da fase nacional e encerramento com campeões regionais; disputa regionalizada com jogos dentro do estado seguidos de playoffs dentro da região; essas foram algumas opções elaboradas.

Em paralelo, monitoramos a evolução do cenário em cada estado do Brasil, bem como acompanhamos a situação dos times durante esse período. Observamos que a questão financeira foi drasticamente afetada; tanto dos times, com a perda de patrocínios ou formas públicas de captação, como dos jogadores, com vários perdendo os seus empregos e fontes de renda. Pudemos perceber que, a cada dia que passa, o quadro se agrava e que não há previsão de melhora. Ninguém pode definir uma data para que as atividades voltem a acontecer normalmente.

Por isso, considerando os decretos estaduais que prorrogam a quarentena constantemente e as decisões já tomadas em outros esportes, acreditamos que o ideal para a BFA seja suspender sua temporada de 2020 até que se possa fazer alguma previsão sobre o retorno das atividades. Desta maneira, a BFA pode ocorrer caso o cenário evolua em tempo hábil e com os times que considerarem possível participar da disputa.

Publicado em BFA, Campeonatos | Com a tag , , , | Deixar um comentário

A NFL divulgou uma lista com o time completo dos melhores da década de 2010.

A NFL divulgou uma lista com o time completo dos melhores da década de 2010. A eleição também teve participação do Hall da Fama do Futebol Americano e escolheu 52 jogadores e dois técnicos.

Com dois prêmios de MVP da temporada regular (2010 e 2017) e três títulos de Super Bowl na década, o quarterback Tom Brady foi um dos oito jogadores que foram eleitos de forma unânime. Além do veterano quarterback, também estão o defensive tackle Aaron Donald (jogador defensivo do ano em 2017 e 2018), o defensive end J.J. Watt (jogador defensivo do ano em 2012, 2014 e 2015), o linebacker Von Miller (MVP do Super Bowl 50), o running back Adrian Peterson (MVP da NFL em 2012), o tackle Joe Thomas (sete vezes All-Pro na década), o guard Marshal Yanda (sete vezes All-Pro) e o kicker Justin Tucker (melhor aproveitamento em chutes da história da liga).

Brady, que vai jogar em 2020 pelo Tampa Bay Buccaneers, já havia sido eleito para a seleção dos melhores da década anterior. Além dele, outros quatro nomes também estiveram na seleção dos anos 2000. São eles: o técnico do New England Patriots, Bill Belichick, o defensive end Julius Peppers, o punter Shane Lechler e o retornador Devin Hester.

Para comandar este time de estrelas, os dois técnicos escohidos foram Bill Belichick, dos Patriots, e Pete Carroll, do Seattle Seahawks. Na década com os Patriots, Belichick conquistou o título da AFC Leste em todos os anos, levou o time a oito finais de conferência consecutivas (entre 2011 e 2018), além de cinco aparições no Super Bowl, com três títulos. Em dez anos com os Seahawks, Carroll levou o time aos playoffs oito vezes, e chegou em dois Super Bowls consecutivos, conquistando o título na temporada de 2013. Inclusive, os dois técnicos se enfrentaram no Super Bowl XLIX, quando os Patriots, de Belichick, venceram os Seahawks, de Carroll, por 28 a 24.

Os Patriots foram o time com o maior número de jogadores na lista. Ao todo, oito jogadores na lista passaram por New England em algum momento da década. São eles: Tom Brady, Rob Gronkowski, Antonio Brown, Stephen Gostkowski, Cordarrelle Patterson, Darrelle Revis, Logan Mankins e Chandler Jones, além do técnico Bill Belichick. Vale destacar que o treinador é o único que continua no time. O segundo time com mais indicados foi o atual campeão Kansas City Chiefs, que colocou seis jogadores na seleção.

Veja a relação completa do time da década de 2010 da NFL:

Técnicos: Bill Belichick (Patriots), Pete Carroll (Seahawks);

Ataque

Quarterbacks: Tom Brady (Patriots), Aaron Rodgers (Packers);

Running backs: Frank Gore (49ers, Colts, Dolphins, Bills), Marshawn Lynch (Bills, Seahawks, Raiders), LeSean McCoy (Eagles, Bills, Chiefs), Adrian Peterson (Vikings, Saints, Cardinals, Redskins);

Wide receivers: Antonio Brown (Steelers, Raiders, Patriots), Larry Fitzgerald (Cardinals), Calvin Johnson (Lions), Julio Jones (Falcons);

Tight ends: Rob Gronkowski (Patriots), Travis Kelce (Chiefs);

Tackles: Jason Peters (Eagles), Tyron Smith (Cowboys), Joe Staley (49ers), Joe Thomas (Browns);

Guards: Jahri Evans (Saints, Seahawks, Packers), Logan Mankins (Patriots, Buccaneers), Zack Martin (Cowboys), Marshal Yanda (Ravens);

Center: Alex Mack (Browns, Falcons), Markice Pouncey (Steelers);

Flex: Darren Sproles (Chargers, Saints, Eagles);

Defesa

Defensive Ends: Calais Campbell (Cardinals, Jaguars), Cameron Jordan (Saints), Julius Peppers (Panthers, Packers, Bears), J.J. Watt (Texans);

Tackles: Geno Atkins (Bengals), Fletcher Cox (Eagles), Aaron Donald (Rams), Ndamukong Suh (Lions, Dolphins, Rams, Buccaneers);

Inside Linebackers: Luke Kuechly (Panthers), Bobby Wagner (Seahawks), Patrick Willis (49ers);

Outside Linebackers: Chandler Jones (Patriots, Cardinals), Khalil Mack (Raiders, Bears), Von Miller (Broncos);

Cornerbacks: Patrick Peterson (Cardinals), Darrelle Revis (Jets, Buccaneers, Patriots, Chiefs), Richard Sherman (Seahawks, 49ers);

Safeties: Eric Berry (Chiefs), Earl Thomas (Seahawks, Ravens), Eric Weddle (Chargers, Ravens, Rams);

Defensive Backs: Chris Harris Jr. (Broncos), Tyrann Mathieu (Cardinals, Texans, Chiefs);

Especialistas

Kickers: Justin Tucker (Ravens), Stephen Gostkowski (Patriots);

Punters: Johnny Hekker (Rams), Shane Lechler (Raiders, Texans);

Retornador de punt: Tyreek Hill (Chiefs), Darren Sproles (Chargers, Saints, Eagles);

Retornador de kickoff: Devin Hester (Bears, Falcons, Ravens, Seahawks), Cordarrelle Patterson (Vikings, Raiders, Patriots, Bears).

Publicado em NFL, Super Bowl, Super Bowl, Time | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Coronavírus – NFL anuncia doação de mais de R$ 180 milhões para o combate a pandemia

As doações são canalizadas em dez organizações beneficentes em todos os Estados Unidos

A Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) anunciou, nesta sexta-feira (27), que sua organização junto com o sindicato dos jogadores, atletas e donos das franquias já doou mais de US$ 35 milhões (cerca de 180 milhões) na ajuda às vítimas da pandemia do coronavírus.

As doações começaram a ser feitas desde o dia 16, quando foram interrompidas todas as competições esportivas nos Estados Unidos e a NFL contribuiu com US$ 3,5 milhões (R$ 18 milhões).

As doações da “família” da NFL são canalizadas em dez organizações beneficentes em todos os Estados Unidos. “Todos estamos sendo afetados pela pandemia. Agora, mais do que nunca, precisamos nos unir, ficarmos em casa e nos mantermos fortes”, afirmou Roger Goodell, comissário da NFL, por intermédio de um comunicado. “A NFL continuará buscando formas para que, juntos, possamos superar este momento de incertezas.”

Além das doações, a NFL tem se unido aos fãs com a #StayHomeStayStrong para ajudar a limitar a propagação da

covid-19 em todo o país. Mais de 50 jogadores, técnicos e lendas do esporte gravaram um vídeo na busca de informar a importância de permanecer em casa o máximo possível.

A Liga também criou a #NFLPLAY60, na qual convida seus fãs a fazerem exercícios físicos diários durante o isolamento por 60 minutos.

Desde o final de janeiro, a NFL organiza um leilão, no qual os fãs podem dar lances para lembranças autografadas ou usadas em jogos históricos. Em um primeiro momento, o dinheiro arrecadado era endereçado à China e agora fica nos Estados Unidos.

Entre os dias 23 e 25 de abri, a Liga, sempre em busca de fundos para ajudar no combate à covid-19, fará um sorteio de produtos. Detalhes serão dados aos interessados em breve.

Durante esta emergência global de saúde pública, a NFL continua, com estreita colaboração das 32 equipes, das autoridades e de parceiros comerciais, em busca de alternativas para ajudar a conseguir ajuda para combater a propagação da doença.

Publicado em Campeonatos, Geral, Jogador, NFL | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário

Tom Brady – Após 20 anos defendendo o New England Patriots, o quarterback anuncia saída do time de futebol americano

Um dos maiores jogadores de futebol americano de todos os tempos se despede da franquia na qual conquistou seis títulos da NFL

Tom Brady , um dos maiores jogadores de futebol americano de todos os tempos, após 20 anos defendendo as cores do New England Patriots , anunciou que não irá retornar para a franquia de Boston na próxima temporada. Nas redes sociais, o quarterback fez postagens agradecendo os companheiros, a entidade e os torcedores. Tampa Bay Buccaneers e Los Angeles Chargers são os principais interessados no atleta de 42 anos.

Responsável por conduzir o Patriots aos seis troféus de Super Bowl que a equipe tem, o marido da brasileira Gisele Bundchen fez questão de lembrar destes momentos.

– Eu quero agradecer pelos últimos 20 anos da minha vida e o compromisso diário pelas vitórias e construindo uma cultura vencedora de valor. No entanto, minha jornada no futebol continuará em outro lugar.

Apesar de ter tido uma de suas piores temporadas nos últimos anos em números de jardas aéreas, touchdowns e porcentagens de passes completos, Tom Brady ainda é cobiçado por equipes que carecem de um nome forte na posição de quarterback. Segundo repórteres especializados, o time de Tampa, na Flórida, fez uma oferta ao veterano que pode ser de 30 milhões de dólares (cerca de R$ 151 milhões) ou mais, mas sem informações sobre tempo de contrato.

Tom Brady foi draftado pelo New England Patriots em 2000, como escolha de sexta rodada. Após a aposentadoria de Drew Bledsoe e o ganho da titularidade, o atleta foi responsável por conquistar seis vezes o título de campeão da NFL e ter sido eleito em três ocasiões o jogador mais valioso da liga (MVP). Aos 42 anos, Brady busca novos desafios na carreira.

Publicado em Jogador, New England Patriots, Posições, Time, Tom Brady | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Tubarões e Real se unem com foco em conquistas

O TcC almeja o título da Liga Brasileira de Futebol Americano, enquanto o Leão do Vale quer o acesso à Serie D e à elite do futebol feminino

Tubarões do Cerrado e o Real Brasília FC uniram forças em prol de seus objetivos. Toda a infraestrutura para treinos e partidas (Centro de Treinamento, academias e Estádio Defelê) será oferecida pela equipe de futebol ao TcD, além também de transporte, quando for preciso viajar para jogar.

Do lado do Tubarões, haverá adaptação da paleta de cores, incluindo o dourado do Real, produção de conteúdo e eventos em apoio ao esporte no bairro Vila Planalto, onde está localizado o Defelê, e projetos de ativação de marca durante todo o ano de 2020.

“Para o Real, essa união significa mais um passo dado em direção à nossa missão, que é auxiliar crianças e jovens a cumprirem seus sonhos com o esporte. Apesar de serem modalidades diferentes, sempre podemos aprender mais e nos auxiliarmos”, relatou Luiz Eduardo Belmonte, presidente do Real.

A amizade entre o dirigente do Leão do Vale e o diretor de projetos da equipe de futebol americano, Raphael Souza, é responsável pelo vínculo que durará até janeiro de 2021. O apoio advindo da parceria é bem comemorado pela atual presidente do Tubarões, Paula Chiarotti:

“Com a estrutura que tínhamos antes, o Tubarões alcançou o 3º lugar nacional. Agora, esse auxílio vai permitir ao time refinar jogadas e performance de jogadores, porque quando você entra na esfera da alta performance, os pequenos detalhes importam e é isso que a estrutura do Real vai nos proporcionar.”

A grandeza da equipe do esporte americano também é exaltada por Luis Belmonte: “Devo dizer que sou fã do esporte e acompanho a modalidade no Distrito Federal há muitos anos. Até fui atleta. Quando surgiu a oportunidade de fazer a parceria com o Tubarões, eu fiquei muito animado. É um dos times que está há dois anos consecutivos entre os melhores do Brasil.”

Os dois clubes esperam colher os melhores frutos com o laço. O Real almeja o acesso à Série D com a equipe masculina e chegar à elite do futebol feminino com as mulheres. Já o Tubarões acredita que pode chegar à final do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano (CBFA ou Liga BFA) e levar o “troféu de onça para a prateleira”, como diz Paula.

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos, Real Brasília FC, Time, Tubarões do Cerrado | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Pornografia no Super Bowl – Homem pede indenização após show das cantoras Shakira e Jennifer Lopez

via GIPHY

Dave Daubenmire ameaça processar a NFL, a Pepsi e a sua operadora de TV a cabo pela apresentação de Shakira e Jennifer Lopez

Um torcedor do estado de Ohio, Estados Unidos, não ficou satisfeito com o que viu no intervalo do Super Bowl. Dave Daubenmire se sentiu ofendido com a apresentação de Shakira e Jennifer Lopez, que julgou pornográfica, e disse que pedirá uma indenização.

Estou falando sério. Vou procurar um advogado para processar a NFL, a Pepsi e a minha operadora de TV a cabo. Todos os que forem necessários por emitir pornografia. Não sei se este termo é o mais apropriado, pois não sou advogado”, disse Dave em um vídeo publicado no Facebook.

“Liguei a televisão para ver um jogo de futebol americano, e não para ver um espetáculo pornográfico. Não liguei a televisão para ver as partes íntimas da J-Lo. O que vimos foi um show de striptease no intervalo do Super Bowl”, continuou, irritado.

“A minha Bíblia diz que não posso ter um espetáculo destes diante dos meus olhos, nem diante dos das crianças. Por que não apresentaram uma banda escola secundária?”, questionou.

Publicado em Campeonatos, Super Bowl | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário