Tom Brady, quarterback ídolo do New England Patriots, não pensa em parar apesar da idade avançadas

Ídolo do New England Patriots fala sobre seus métodos de preparação e a rotina de treinos, diz não pensar em aposentadoria e vê evolução apesar da idade avançada

Tom Brady é um dos maiores quarterbacks de todos os tempos. Essa é uma frase que, se você costuma acompanhar a NFL, certamente já ouviu muitas vezes. Aos 40 anos, o quarterback do New England Patriots parece vencer a batalha contra o tempo e se mostra um jogador cada vez melhor apesar do avançar da idade. A precisão dos passes e a força no braço não diminuíram, por outro lado, o jogo mental melhorou ao longo dos anos, o que faz de Brady um quarterback em evolução.

Mas qual o segredo do camisa 12 para seguir evoluindo apesar dos anos passarem? Sem das muitos detalhes, Brady explicou, em entrevista exclusiva ao USA Today, qual o fundamental para se manter em alto nível.

– A realidade para mim é que sem flexibilidade, não há alternativa. Eu sinto que tenho uma excelente rotina. Estou cada vez melhor e me tornando mais refinado conforme vou ficando mais velho – exaltou o camisa 12.

A temporada 2017/18 é uma das melhores da carreira de 18 anos do astro. Apesar de ser o quarterback mais velho da NFL, Brady lidera a liga em tentativas de passe (343), em passes completos (231) e em jardas aéreas (2.807). Brady também é o segundo com mais passes para touchdown (19), em rating médio entre os quarterbacks titulares (108,3) e que tem menos interceptações, apenas duas.

O ponto de mudança da carreira de Brady foi em 2004, já tricampeão do Super Bowl em cinco anos de carreira, quando o camisa 12 sentiu dores no cotovelo durante a pré-temporada. Nascido na Califórnia e torcedor do San Francisco 49ers, Brady lembrou dos problemas que seu ídolo, Joe Montana, histórico quarterback dos 49ers, enfrentou no mesmo local. Naquele momento, Brady decidiu mudar seus hábitos e, junto com seu treinador Alex Guerrero, apostou na flexibilidade para ter um carreira longeva.

– Venho fazendo isso a 12 anos, as pessoas tem que correr atrás de mim. Não dá para explicar em 30 segundos. É um estilo de vida, uma escolha de estilo de vida. É tudo cumulativo e se soma. As coisas pequenas, quando se juntam, se tornam coisas grandes – afirmou o jogador.

Por quanto tempo Brady ainda pode seguir jogando? Nem o próprio quarterback sabe dizer ao certo, mas uma coisa ele tem certeza, vai fazer de tudo para continuar jogando o maior tempo possível.

– Acredito que é difícil pensar em algo diferente. Eu me sinto muito bem.

Esta entrada foi publicada em Geral, Jogador, Tom Brady e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *