Técnico de futebol americano foi condenado a até 60 anos de prisão – Jerry Sandusky molestou e abusou sexualmente de menores

Jerry Sandusky é condenado a pena de 30 a 40 anos de prisão por abuso de menores

Jerry Sandusky, antigo coordenador defensivo da universidade de Penn State, foi condenado de 30 a 60 anos de prisão após ser considerado culpado em 45 acusações de abuso de menores enquanto era funcionário do programa de futebol americano da instituição.

Sandusky, 68 anos, chocou os EUA ao ser acusado do abuso de 10 garotos no período de 15 anos, se aproveitado de seu status em uma das principais equipes universitárias do país para ter contato com jovens de um programa de caridade. Ele já havia sido considerado culpado de 45 das 48 acusações que sofreu na sexta-feira (5) , mas a sentença saiu apenas nesta terça. O advogado do ex-coordenador já avisou que vai recorrer da pena.

Em julho deste ano, Penn State foi multada em US$ 60 milhões (cerca de R$ 121 milhões) por ter escondido os atos Sandusky, de acordo com um relatório. Joe Paterno, antigo técnico da universidade, teve todas suas vitórias com a equipe entre 1998 e 2011 retiradas pela NCAA, liga do futebol universitário americano, pelo mesmo motivo. Paterno morreu em janeiro deste ano.

Na noite de segunda-feira, Sandusky divulgou um vídeo defendendo sua inocência, dizendo que é vítima de um esforço “muito bem orquestrado” pela imprensa, investigadores e o próprio “sistema” para ser considerado culpado, ainda afirmando que seus advogados não tiveram tempo para se preparar para o julgamento.

Esta entrada foi publicada em Joe Paterno, NCAA, Técnico e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *