Paul dePodesta – Gênio que revolucionou o baseball é contratado pelo Cleveland Browns

Paul-dePodesta-foto-imagem

O mundo do beisebol perdeu um gênio. O mundo do futebol americano pode ter ganhado um revolucionário. E Hollywood já saliva com a possibilidade de uma sequência, no futuro, para um dos grandes filmes de esporte de todos os tempo. Até o nome já está na ponta da língua, caso o enredo da vida real siga para o final feliz tão adorado nas telonas: depois de Moneyball, vem aí Moneybowl.

Paul dePodesta, jovem executivo que revolucionou a Major League Baseball no começo da década de 2000, impulsionando o uso de estatísticas pelo general manager Billy Beane, do Oakland Athletics, deixou o New York Mets e, a partir deste começo de 2016, trabalha como Chief Strategy Officer (algo como chefe da área de estratégia) do Cleveland Browns, uma das franquias com pior retrospecto recente na National Football League.

Paul dePodesta, que no filme estrelado por Brad Pitt chamava-se Peter Brand e foi interpretado (de forma um pouco caricata) por Jonah Hill, formou-se na Universidade de Harvard e, após um breve estágio na Canadian Football League, foi contratado pelo Cleveland Indians. Após tornar-se assistente do general manager Mark Shapiro, ele trocou Cleveland pelos A`s e, ao lado de Beane, usou estatísticas até então ignoradas para montar uma equipe barata e surpreendentemente boa.

Destacando o percentual de chegadas em base aos tradicionais números de home runs e corridas impulsionadas, dePodesta e Beane levaram os A`s aos playoffs por diversas vezes, inspirando o livro Moneyball, de Michael Lewis, que virou leitura obrigatória para quem tentava aplicar estatística ao esporte, tornou-se na sequência filme (com Pitt, Hill e o finado Philip Seymour Hoffman) e ajudou a impulsionar o esporte em diversos países.

O verdadeiro dePodesta, porém, seguiu sua carreira e em 2004, com apenas 31 anos, assumiu o posto de general manager do Los Angeles Dodgers, cargo que ocupou por dois anos. Na sequência, ele passou por San Diego Padres e, desde 2010, trabalhava no New York Mets como vice-presidente de desenvolvimento de jogadores e do departamento de olheiros, e como um dos responsáveis pelo Draft da franquia.

Logo após o anúncio da mudança da MLB para a NFL, dePodesta (que jogou os dois esportes em Harvard) fez uma breve declaração lembrando a importância de Cleveland e do futebol americano em sua vida. “Por mais feliz que eu estivesse 20 anos atrás, quando recebi a oferta de emprego do Cleveland Indians, eu estou muito mais animado agora por voltar para Cleveland e tentar ajudar os Browns”, disse o novo executivo da franquia.

A vida de Paul dePodesta não será fácil. O Cleveland Browns terminou a temporada da NFL com apenas 3 vitórias e 13 derrotas, a segunda pior campanha da NFL, empatado com o Tennessee Titans. A equipe já dispensou o técnico Mike Pettine e o general manager Ray Farmer, e mais mudanças são esperadas para os próximos dias. Resta saber se Cleveland será palco do “Moneybowl” e, em caso positivo, quem fará Paul dePodesta/Peter Brand na telona.

Crédito da foto: Reprodução/baseballessential.com

Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *