Los Angeles sofre para levar público ao estádio na NFL

maior “lavada” da semana 1 da NFL aconteceu em Los Angeles, no Coliseum, onde os Rams atropelaram o Indianapolis Colts por 46 a 9. Mas mesmo sendo um jogo de abertura da temporada do futebol americano profissional nos Estados Unidos, pouca gente testemunhou o ocorrido.

Ok, “pouca gente” não, mas certamente não foi o número de pessoas divulgadas pelos Rams, que disse que 60 mil ingressos foram distribuídos para o duelo no estádio olímpico, que tem capacidade para 93 mil pessoas.

No primeiro quarto, imagens registradas por quem estava no jogo tornam difícil acreditar que havia 60 mil pessoas no estádio.

Segundo alguns especialistas da mídia norte-americana, o público presente no estádio era de cerca de 30 mil pessoas.

Um bom comparativo veio na noite anterior, no jogo entre USC Trojans e Stanford Cardinals pelo futebol americano universitário, onde o publico anunciado foi de 77 mil pessoas e as arquibancadas do Los Angeles Coliseum parecia mais cheia.

E pouco antes da partida da NFL no domingo era possível encontrar ingressos a míseros US$ 6 (R$ 20), sendo que a média de preço de bilhetes da NFL no último ano foi de US$ 93 (cerca de R$ 280).

Depois de 20 anos fora, essa é a segunda temporada dos Rams de volta a Los Angeles. E a cidade mais famosa da Califórnia ainda recebe os Chargers em 2017, tendo dois representantes na NFL.

USC e Stanford jogaram no Coliseum no sábado à noite

Os Chargers ainda não jogaram em casa, mas no StubHub Center, onde mandará seus jogos, cabem cerca de 27 mil pessoas. Na pré-temporada, o time atraiu apenas 21 mil pessoas no seu primeiro jogo na nova cidade.

O StubHub Center e o Los Angeles Coliseum são apenas casas provisórias de Rams e Chargers, já que os dois times estão construindo um estádio em Inglewood com capacidade para mais de 70 mil pessoas e previsão de abertura em 2020.

Mas será que até lá Los Angeles vai ter pegado o gosto pela NFL?

Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *