Atleta dos New England Patriots, Aaron Hernandez, foi acusado de homícidio

foto-atleta-de-futebol-americano-new-england-patriots-aaron-hernandez

Após dias de rumores de que Hernandez teria assassinado Odin Lloyd, de 27 anos, no dia 17 de junho, a polícia norte-americana visitou a sua mansão de luxo, avaliada em 1,7 milhões de dólares, e saiu com o jogador algemado.

Lloyd apareceu morto há mais de uma semana na zona industrial de Attleboro (Massachusetts), a um quilômetro e meio da residência de Hernandez, que esteve a ser investigado pela polícia.

Aaron Hernandez, de 23 anos, que duas horas depois de ter sido detido foi dispensado dos Patriots, declarou-se inocente, mas o juiz negou-lhe a possibilidade de sair em liberdade sob fiança.

O jogador de futebol americano ingressou nos New England Patriots em 2010 e o ano passado celebrou um contrato por mais cinco anos no valor de 40 milhões de dólares.

As acusações foram reveladas hoje, depois de Hernandez comparecer perante um juiz do tribunal do distrito de Attleboro, Massachusetts.

A investigação policial começou há mais de uma semana depois de Lloyd, que era amigo de Hernández e saía com a irmã da namorada do jogador dos Patriots, ter sido encontrado morto.

As autoridades policiais indicaram que o corpo de Lloyd tinha buracos de bala nas costas e no peito e que Hernandez se havia mostrado zangado com a vítima, depois de ambos terem discutido num clube noturno vários dias antes.

Esta entrada foi publicada em Campeonatos, NFL. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *