Após longa batalha contra o câncer, David Quessenberry estreia na NFL

O dia de Natal foi especial para David Quessenberry, guard do Houston Texans. Promovido ao elenco ativo na semana passada após batalhar três anos contra um câncer (linfoma linfoblástico não-Hodgkin de célula T), o jogador de 27 anos fez sua tão aguardada estreia na National Football League nesta segunda-feira, na derrota da equipe texana para o Pittsburgh Steelers por 34 a 6, no NRG Stadium.

Quessenberry, uma escolha de sexta rodada do draft de 2013, apareceu como bloqueador extra em situações de corrida.

Após perder quase 32 kg durante o processo de quimio e radioterapia, o guard prometeu em 2015: “Eu voltarei a entrar em campo. Será um dia especial. Eu passei por muita coisa. Isso é algo que tem sido uma visão minha durante todo esse processo”.

O retorno aos gramados é o ponto alto de uma longa jornada vivenciada por David Quessenberry, que perdeu sua temporada de calouro por causa de uma fratura no pé. Quando o ex-jogador de San Jose State teve dificuldades de respirar no minicampo em junho de 2014, os médicos encontraram dois litros de líquido no pulmão direito e um pulmão esquerdo que não estava se expandindo totalmente. Pouco depois ele foi diagnosticado com um câncer que potencialmente acabaria com sua carreira e entrou em um programa de manutenção de 30 meses.

Bob McNair, proprietário do Houston Texans, imediatamente declarou que ele e sua equipe dariam apoio ao guard durante sua batalha.

“O Sr. McNair veio sozinho e ele disse que estava orando por mim e que eu não deveria ter medo ou ficar preocupado com futebol americano, que eu deveria me concentrar em vencer esta coisa”, disse Quessenberry recentemente em entrevista a Robert Klemko, da ‘MMQB’.

Esta entrada foi publicada em Geral e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *