Quais são as lesões que os jogadores de futebol americano mais tem medo

lesao-foto-jogador-de-futebol-americano

Apenas nesta pré-temporada, já são 25 jogadores que romperam o ligamento cruzado anterior do joelho

É aquele diagnóstico que nós já tanto escutamos e somos quase especialistas. Não precisa ser nenhum médico ou especialista para saber as consequências da ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho. Também não é preciso diploma médico para saber que uma lesão dessas significa um longo período de recuperação. Ruptura do ACL, como é conhecido o ligamento em inglês, e perda de toda uma temporada são palavras que andam juntas sempre nas frases e notícias.

No futebol americano, infelizmente, a lesão tem se tornado cada vez mais rotineira. A ruptura dos ligamentos no joelho também costuma ser a causa mais comum para que um jogador fique de fora de toda uma temporada da NFL. Apenas neste início de movimentação a pouco menos de duas semanas para o começo para valer, já são 25 nomes que vão perder o ano. Na última offseason foram 22 jogadores, enquanto na retrasada, um recorde de 31 que precisaram reparar os ligamentos.

Entre aqueles que encaram a dura missão de se recuperar e ter toda a temporada perdida este ano estão o calouro Dante Fowler, escolha número um do Jacksonville Jaguars e contundido logo no primeiro dia de treinamento, o cornerback do Dallas Cowboys Orlando Scandrick, e o grande nome até aqui, o recebedor do Green Bay Packers Jordy Nelson.

MAS AFINAL… O QUE É O TAL DO ACL QUE AFETA MAIS E MAIS A NFL?
O ligamento anterior cruzado é um dos quatro ligamentos presentes no joelho do ser humano. E basicamente como qualquer ligamento, o ACL é uma faixa de tecido fibroso que conecta dois ossos no esforço de estabilizar e coordenar o movimento nas juntas. Aqui, o ACL faz a ponte no meio do joelho entre o final do fêmur com o final da tíbia. Sem o ligamento, até andar é extremamente complicado, calcule então atuar em alto nível no futebol americano, quando se é preciso correr e também cortar.

COMO SE DÁ A RUPTURA?
Normalmente há dois tipos. Quando há ou não há algum tipo de pancada. A versão mais comum da ruptura acontece sem que haja sequer contato entre jogadores. Foi o caso de Jordy Nelson, por exemplo. Como já dito, o ligamento tem como função estabilizar e resistir a tipos de movimentos, e no caso de uma ruptura do ACL, qualquer movimento ou contato que faça a parte de baixo da perna, tíbia, se mover à frente do fêmur gera o estalo que tanto põe medo no atleta.

No futebol americano, é costumeira a lesão ao arrancar com o corpo ou fazer movimentos bruscos de corte para escapar da marcação adversária e mudar o movimento do jogador.

A LESÃO E A LONGA RECUPERAÇÃO
Há alguns métodos para detectar se, de fato, houve ruptura do ligamento, mas a mais usada e mais precisa ainda é a ressonância magnética. E com a constatação de que houve a lesão no joelho, o jogador precisa passar pela cirurgia de reconstrução do ligamento.

Reconstrução porque o ligamento em especial é um tecido do corpo que não se recupera tão bem quanto, por exemplo, um corte na pele. A situação fica ainda mais grave quando há total ruptura do ligamento, já que eles não conseguem se regenerar completamente.

Em casos como este, que são maioria, os médicos realmente reconstroem o ligamento com a substituição do tecido rompido com um pedaço de músculo retirado do próprio paciente, o que é chamado de enxerto.

A recuperação é longa, complicada e dolorida justamente por isso. Há casos de retorno em até seis meses, mas o tempo médio para volta costuma variar de nove a doze meses.

Basicamente, quem passa por uma cirurgia dessas precisa reaprender a andar, enquanto o músculo, aos poucos, se transforma em ligamento. O joelho lentamente ganha força e se adapta novamente aos movimentos. Apenas depois de meses de muita fisioterapia que o atleta pode voltar a correr, e com a confiança de volta ao joelho, é que se pode voltar a praticar o futebol americano.

UMA RECUPERAÇÃO DIFERENTE
Fisicamente e medicamente, a lesão do ACL é isso. A recuperação também está explicada, só que apenas quem passa por ela é que realmente pode dizer como é psicologicamente e emocionalmente.

A competitividade e força de vontade de dez entre dez jogadores da NFL são de se aplaudir. O espírito guerreiro continua por lá, mas não basta apenas determinação e trabalho para que a recuperação se dê 100%. Na verdade, o que vale não é tentar acelerar um processo que fisiologicamente é lento, mas dar tempo para que a recuperação seja de total sucesso e que o retorno não seja traumático.

A medicina de hoje tem feito o papel dela. É realmente raro quem não consiga voltar. É verdade que em muitos casos o jogador nunca mais volta a ser o mesmo de antes. Mais até pela cabeça do que pelo físico. É normal do atleta o receio de lesionar novamente o joelho e passar por todo o processo mais uma vez. Por isso, a recuperação passa muito pela parte de fisioterapia, mas a questão psicológica é tão importante quanto.

O FUTURO
A NFL a cada dia evolui. Jogadores mais fortes, mais velozes e mais ágeis. E ao mesmo tempo em que esta parte cresce, também aumentam as lesões no joelho. Por enquanto, o jeito é torcer para que o seu time não perca jogadores. Na prática, ainda não há estudo ou métodos que possam diminuir a ocorrência das contusões. A situação é provável que até piore. E, por enquanto, a NFL que aprenda a conviver com a tal lesão mais temida atualmente no esporte.

Publicado em Geral | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Cuiabá Arsenal vence Goiânia Rednecks e segue invicto no Brasileiro

O sol escaldante lembrou muito o clima de Cuiabá, só que desta vez a partida foi em Goiânia, contra o Rednecks. Mesmo com muitos desfalques e depois de uma viagem cansativa, o Cuiabá Arsenal venceu o time da casa por 37 a 20. Com o resultado, a equipe segue invicta na liderança da Superliga Centro-Sul do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. O próximo jogo será dia 12 de setembro, contra o São Paulo Storm.

As dificuldades do Arsenal começaram antes mesmo da equipe entrar em campo. No mesmo dia da viagem, alguns jogadores desistiram de seguir para Goiânia por causa de liberação do trabalho, o que fez com que o técnico Kenneth Joshen tivesse de repensar o esquema tático. Do outro lado estava a equipe do Rednecks, completa e pronta para dificultar a trajetória de vitórias do time mato-grossense.

O jogo começou devagar, tanto por parte da defesa como do ataque do Cuiabá Arsenal, mesmo assim a equipe abriu o placar com um passe de 45 jardas de Dandan para o recebedor, Michael Douglas (Alemão). Daniel Callejas também marcou o dele de corrida e Raulin fez o ponto extra. Higino ainda garantiu três pontos de chute com um field goal. O primeiro tempo terminou em 17 a 14 para o Arsenal.

De acordo com o treinador Kenneth Joshen, a equipe perdeu muitas oportunidades e demorou a pegar ritmo em campo. “Eu falei para eles que precisávamos aumentar o nível no segundo tempo se quiséssemos garantir a vitória e eles ouviram”, contou.

No retorno do segundo tempo a equipe passou a errar menos e conseguiu boas jogadas que garantiram a vitória. O linebacker, Higino Gomes, interceptou para touchdown e, na sequência foi a vez de Dandan avançar para endzone. Heron ainda anotou o último TD da partida, em uma corrida de 25 jardas pelo lado esquerdo do campo.

“Eu sabia que não seria fácil. Todos os times que jogam contra o Arsenal se preparam muito bem. O Rednecks mudou muito desde a última vez que nos enfrentamos. Estão mais maduros e experientes. Nós também precisamos evoluir de partida a partida, treinar mais disciplina e condicionamento físico”, avaliou o treinador. Ele elogiou o capitão da equipe, Igor Mota, o cornerback, Fábio e Higino Gomes pela excelente atuação. (Caroline Pilz Pinnow/Assessoria)

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos | Com a tag , | Deixar um comentário

Michael Sam vai parar de jogar – Primeiro jogador assumido gay deixará o Futebol Americano

michael-sam-primeiro-gay-do-futebol-americano-vai-deixar-de-jogar

Primeiro gay assumido a ser draftado na NFL, Michael Sam vai dar um tempo na carreira. Sem esclarecer muito os motivos, o atleta, que hoje defende o Montreal Alouettes, anunciou a decisão na noite desta sexta-feira.

O atleta utilizou sua conta oficial no Twitter para falar sobre o momento e disse que os últimos meses foram complicados, prejudicando até mesmo a saúde mental.

“Os últimos 12 meses foram muito difíceis para mim, a ponto de me deixar preocupado com minha saúde mental. Devido a isso, eu vou deixar o jogo. Eu gostaria de agradecer os Alouettes pela oportunidade e espero voltar aos gramados em breve”, disse o defensive end, de apenas 25 anos.

Sam foi draftado pelo St. Louis Rams em 2014, na sétima rodada. Assim, ele virou o primeiro atleta abertamente gay a atuar no futebol profissional dos Estados Unidos.

Apesar de ter sido escolhido, o defensive end só jogou na pré-temporada e acabou dispensado. Em seguida, ele fez parte do time de treinos do Dallas Cowboys, mas também não se firmou e seguiu para a Liga Canadense.

Publicado em Geral | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Jogador americano Christian Taylor foi morto a a tiros por um policial dentro de uma concessionária de carro

christian-taylor-foi-morto-por-um-policial-no-texas-ele-estava-desarmadoChristian Taylor, 19 anos, estava desarmado quando foi flagrado pulando sobre carro dentro de uma concessionária. Policial que efetuou disparos estava em treinamento

No último sábado, autoridades da cidade de Arlington, no Texas, informaram que o jovem Christian Taylor, de 19 anos, jogador universitário de futebol americano da Angelo State University, foi morto a tiros pelo policial Brad Miller, de 49 anos, que ainda estava em treinamento. Imagens do circuito interno de uma concessionária mostram que Taylor teria entrado na madrugada de sexta para sábado numa concessionária de carros e pulado no capô de um veículo. Segundo a polícia, Christian não atendeu aos pedidos para se deitar no chão, tentou fugir, houve confronto e ele acabou atingido pelo policial. O FBI investiga o caso.

Na noite de sábado, uma multidão fez vigília por Taylor em Arlington, já que o caso ganhou ainda mais repercussão porque aconteceu na semana que marcou um ano da morte de Michael Brown, em Ferguson, no ano passado, jovem negro que também foi assassinado por um policial branco mesmo estando desarmado.

Clyde Fuller, tio-avô de Taylor, afirmou que o jovem era um “bom rapaz” e um “esportista talentoso”.

– Não o vejo roubando um veículo ou qualquer outra coisa. Acredito que alguém esteja mentindo – afirmou.

Publicado em Geral | Com a tag , , | Deixar um comentário

O futebol americano já é uma realidade no Brasil

Há alguns anos atrás, poderíamos tranquilamente dizer que os fãs de esporte no Brasil tinham, em sua maioria, a cabeça fechada para o futebol. Porém, nos últimos tempos essa realidade tem mudado. O brasileiro não precisa mais esperar as Olimpíadas chegarem para poder torcer em outros esportes: informação tem chovido perante as pessoas e meios diversos têm surgido para suprir a demanda de potenciais fãs de outras modalidades.

E um esporte americano tem cavado seu espaço nessa onda e cravando, a cada dia mais, seu espaço nas terras tupiniquins. O futebol americano já é transmitido há tempos no Brasil, mas só hoje é praticamente uma febre. Tem atraído cada vez mais interesse por parte população brasileira e colocando o país como referência entre os fãs de football fora dos país norte-americano.

Negar o crescimento do futebol americano no Brasil é ser contrário a um fato. Seguem abaixo cinco motivos pelos quais pode-se acreditar que o esporte já é uma realidade no país:

1 – Grande audiência

O Super Bowl 49 rendeu à ESPN Brasil ficar entre as três maiores audiências do Brasil, e a maior audiência de uma TV fechada no Brasil. O Brasil, que já tinha sido reconhecido como o terceiro país do mundo com mais fãs de NFL, repetiu o desempenho na audiência mundial, ficando atrás apenas de México e Brasil. O canal esportivo teve a visibilidade de 500.000 enquanto transmitia o jogo entre New England Patriots, um aumento de 84% em relação a 2014.

2 – Primeiro jogador brasileiro na NFL

Cairo Santos fez história ao ser draftado em 2014 pelo Kansas City Chiefs. O kicker é o primeiro brasileiro a entrar em campo na NFL em toda a história. Em 2012, ganhou o prêmio universitário Lou Groza Award na NCAA, e no mesmo acertou um chute de 57 jardas, recorde na Universidade Tulane.

3 – A Seleção Brasileira de Futebol Americano se classificou para a Copa do Mundo pela primeira vez

Com uma vitória sobre o Panamá, o Brasil Onças conseguiu se classificar, pela primeira vez na história, para a Copa do Mundo de Futebol Americano. O evento foi realizado em Ohio, nos Estados Unidos, e apesar de ficar em último na competição e ter de fazer uma vaquinha para conseguir ir até o mesmo, a Seleção voltou com uma vitória, sobre a Coréia do Sul.

4 – Disputa pela transmissão da NFL

Mais uma vez, nessa temporada de 2015 teremos um intensa disputa pela audiência nos jogos da liga: ESPN e Esporte Interativo dividirão as transmissões dos jogos da NFL, dividindo assim boa parte dos fãs do esporte. A demanda para os torcedores do futebol americano cresce e a tendência é que a “briga” pelos direitos de transmissão só aumente a cada temporada.

5 – Uso dos produtos da NFL

Ok, eu sei que a maioria dos que usam produtos relacionados a times da NFL e da própria liga não sabem o que significa o que estão vestindo, e se sabem, não dão muita importância. Mas, querendo ou não, é uma propagação, uma divulgação das marcas, certo? A curiosidade é um dos maiores motores humanos! A incessante mostra desses símbolos trarão maior familiaridade ao esporte, e quem sabe, futuramente, mais adeptos.
Fonte: Site Torcedores
www.torcedores.com

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos, NFL | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Brasil ficou em último lugar no futebol americano

O Brasil entrou para a última jornada já em perigo de se despedir na última posição e o resultado final confirmou isso mesmo: derrota com a Austrália por 16 a 8.

Neste Campeonato do Mundo, que decorre nos EUA, os brasileiros conseguiram a sua primeira vitória em mundiais, frente à Coreia do Sul.

O Campeonato estava marcado para a Suécia, mas foi transferido para os EUA. Diversos países (Suécia, Alemanha, Áustria, Marrocos) desistiram e o Canadá também abandonou uma competição que ficou apenas com sete participantes.

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos | Com a tag | Deixar um comentário

Seleção Brasileira de Futebol Americano pede ajuda para participar pela primeira vez na Copa do Mundo

selecao-brasileira-de-futebol-americano-foto-imagemA Seleção Brasileira de Futebol Americano está classificada pela primeira vez na Copa do Mundo da categoria, que será disputada na cidade de Canton, nos Estados Unidos. Entretanto, para conseguir disputar a competição, a equipe nacional precisa de ajuda financeira para o pagamento da taxa de inscrição, que inclui acomodação, alimentação e translado em território norte-americano.

“Essa conquista inédita foi alcançada graças ao sacrifício dos jogadores que tiraram do próprio bolso os recursos para o jogo eliminatório no Panamá, em janeiro, vitória que garantiu uma vaga ao Mundial. O sonho desses guerreiros está ameaçado por falta de recursos, os atletas, em mais uma prova de patriotismo, compraram suas passagens com recursos próprios, porém a Seleção ainda não conseguiu arrecadar o montante necessário para pagamento da Taxa de Inscrição”, afirma nota escrita pela Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA), que lançou um site para arrecadar doações ao Mundial.

Até o momento da publicação dessa nota, já foram arrecadados cerca de R$ 5.235,00 com mais R$ 2.655,00 ainda a confirmar pelo plataforma Vakinha, utilizada pela CBFA. Apesar do valor já conseguido, o montante ainda é pouco para os R$ 40.000,00 que são necessários para a participação no evento esportivo, que tem data de estreia no dia 9 de julho.

O Brasil conseguiu a vaga para a Copa do Mundo após vencer o Panamá em qualificatória realizada no país centro-americano.

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Futebol americano no Brasil – A cada ano aumenta mais – Esporte está se popularizando no País

time-recife-mariners-foto“Futebol americano é coisa de gringo”. Se eu fosse você não tentaria essa afirmação mais. Isso porque o esporte se populariza a cada ano no Brasil, atraindo cada vez mais pessoas para os jogos. Um exemplo claro foi a final da Superliga Nordeste do ano passado, quando mais de sete mil pessoas foram para a Arena Pernambuco acompanhar a decisão entre Recife Mariners e João Pessoa Espectros. Foi o recorde de público da modalidade. Uma grande recompensa para a organização das equipes do campeonato, que deu exemplo de como organizar uma decisão, até mesmo para os nossos clubes de futebol.

E a Superliga volta à ativa neste fim de semana. Para abrir em grande estilo a competição, nada mais do que a reedição da final do ano passado logo na primeira rodada. Espectros e Mariners se enfrentam neste sábado, às 15h, no Almeidão, em João Pessoa. As duas equipes estão no Grupo Sul, que ainda conta com Sergipe Bravos e o Vitória Futebol Americano. Os dois melhores da chave passam para o mata-mata.

No grupo, o Norte, estão Ceará Caçadores, América Bulls, Ufersa Petroleiros e Recife Pirates. Os piratas fazem a estreia somente no dia 12 de julho, contra os Petroleiros.

Porém, mais do que o título, que é ótimo de se conquistar, lógico, as equipes buscam maior apoio e a popularização do futebol americano no Nordeste. A semente foi plantada e pelo andar da carruagem até agora tem tudo dar um bom produto em breve.

Publicado em Geral, João Pessoa Espectros, Recife Mariners | Com a tag , , | Deixar um comentário

Treinamento virtual – Time Dallas Cowboys usará tecnologia para trinar seus quarterbacks

realidade-virtual-time-dallas-cowboysEmbora seja normalmente vista como uma tecnologia voltada para aumentar a imersão em games ou até filmes, aos poucos a realidade virtual tem chamado a atenção de executivos de várias outras áreas, como por exemplo aqueles envolvidos com esportes.Um dos primeiros clubes a apostar na novidade para melhorar o desempenho dos seus atletas é o Dallas Cowboys, que através de uma parceria com a StriVR Labs passará a usar a realidade virtual para treinar seus quarterbacks.

Desenvolvido pelo ex-jogador Derek Belch enquanto fazia um mestrado na Universidade de Stanford, o programa acabou sendo utilizado pela equipe da instituição e depois por outras universidades, até chegar ao poderoso time da NFL, principal liga de futebol americano do planeta.

Mostrando que estão convictos de que tal tecnologia pode dar resultado, os Cowboys chegaram a criar uma sala só para ela no seu centro de treinamento localizado em Valley Ranch e embora o sistema ainda não seja interativo, aqueles que utilizarem o head-mounted display terão acesso a vídeos em 360 graus feitos com perspectiva em primeira pessoa e assim poderão visualizar a ação por qualquer ângulo, exercitando o raciocínio rápido sem a necessidade da participação de toda a equipe.

Esta não é a primeira vez que o time de Dallas utiliza uma tecnologia em ascensão para aperfeiçoar seu desempenho, já que recentemente eles começaram a filmar partes dos treinamentos com a ajuda de drones e como — exceto pelo o automobilismo — o futebol americano é provavelmente o esporte onde a tecnologia é mais utilizada, tais apostas nem chegam a ser uma grande surpresa.

Resta saber como tudo isso será aproveitado no campo, o que só saberemos a partir de setembro, quando a temporada 2015/2016 terá início.

Fonte: ESPN.

Publicado em Campeonatos, Dallas Cowboys, NFL, Time | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Campeão Mato-Grossense – Cuiabá Arsenal tem título inédito no Futebol Americano

time-campeao-mato-grossense-cuiaba-arsenal

O Cuiabá Arsenal é campeão do Campeonato Mato-Grossense de Futebol Americano. A equipe venceu o Sinop Coyotes, por 40 a 8, neste domingo (31), em Sinop, no estádio Gigante do Norte e conquistou o primeiro título da competição.

Na partida, os atletas do Arsenal deixaram bem claro, desde o início, que iriam lutar pela vitória até o fim.

O resultado veio rápido. Ainda no primeiro tempo o time conquistou 20 pontos. Mas por alguns erros do ataque e da defesa, os Coyotes conseguiram pontuar. O placar ficou em 20 x 8.

Já no segundo tempo o Arsenal voltou definido a não dar abertura para o adversário. Foram mais 20 pontos, na sequência, até chegar ao placar de 40 a 8. Marcaram: Leonardo (1TD), Donaldo Tukura (1TD), Bruno Loeschke (1TD), Heron (2TD) e Vitalir (1TD).

O treinador destacou a atuação dos jogadores Bruno, Heron, Alemão, Igor Motta, Ludiney e Wesley e garantiu que tanto os atletas de linha ofensiva quanto os da defensiva mereceram elogios.

Pouco tempo depois do título inédito, o treinador Kenneth Joshen diz que já pensa na disputa do Campeonato Brasileiro que começa em dois meses

“Voltaremos ao básico, vamos repassar tudo o que foi visto até agora, além de reavaliar algumas jogadas. O que mais me motiva é saber que temos uma equipe unida que tem capacidade para ir muito longe”, afirmou.

Publicado em Campeonatos, Cuiabá Arsenal, Time | Com a tag , , | Deixar um comentário