Victor Hugo Mega, jogador de futebol americano do Cruzeiro, fará testes em peneira da NFL

Após sucesso no Brasil, recebedor Victor Hugo Mega, campeão brasileiro com o time celeste, participará de exibição nos Estados Unidos

Um dos destaques do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, o wide receiver Victor Hugo Mega vai participar de uma peneira da NFL. Sob os olhares de agentes, treinadores e empresários da principal liga de futebol americano do mundo, o recebedor do Cruzeiro estará presente no Podyum Senior Showcase, que acontecerá entre os dias 1º e 3 de fevereiro, no Orange Bowl, em Miami, nos Estados Unidos.

O evento que Mega participará inclui testes psicológicos, exercícios de agilidade, competições e reuniões com treinadores. O jogador do Cruzeiro foi o único brasileiro a receber um convite para participar da peneira, que pode garantir um lugar na NFL caso o jogador se destaque nas atividades.

No primeiro ano com a camisa do Cruzeiro Futebol Americano, Mega conquistou a Copa Minas e o Campeonato Brasileiro. Na competição nacional, ele teve 27 recepções, sendo 10 para touchdown e 526 jardas.

– O ano de 2017 foi de reafirmação. Eu me exijo e me cobro muito, sempre. Depois de me recuperar de uma contusão sofrida em 2015, que me tirou do Mundial, passei 2016 trabalhando, para me condicionar e voltar ainda melhor. Em 2017, tive números bons, embora saiba que podia ser ainda melhor, em pequenos detalhes. Sigo trabalhando para não errar nunca. Busco, de forma incansável, por executar tudo perfeitamente. Estou muito feliz com essas oportunidades, mesmo com mais responsabilidades. O trabalho, agora, é dobrado. Vou fazer o que sei fazer, da melhor forma possível. Espero ter bons números, boas respostas. Vou para a Turquia, depois de três dias de treinos com os melhores do mundo, nos Estados Unidos – revelou o recebedor, que defenderá o Yeditepe Eagles, de Istambul, na Turquia, na temporada 2018.

Mega também defendeu a seleção brasileira no amistoso contra a Argentina, em novembro de 2017. O jogo foi vencido pelo Brasil por 38 a 0.

Publicado em Geral | Com a tag , , | Deixar um comentário

Tyler Hilinsky, jogador do Washington State, é encontrado morto em seu apartamento

Atleta tinha uma perfuração feita por arma de fogo em sua cabeça; um bilhete suicida estava próximo ao corpo

Tyler Hilinsky foi encontrado morto pelo Departamento de Polícia de Pullman na madrugada da última terça-feira (16) em seu apartamento. O quarterback de Washington State Cougars tinha um ferimento de bala em sua cabeça, além de um bilhete suicida próximo ao corpo. O atleta tinha 21 anos e estava na disputa para ser o quarterback titular da universidade na próxima temporada.
O Departamento de Polícia de Pullman, em nota, deu maiores detalhes sobre a tragédia envolvendo Hilinski.

“Na terça-feira, 16 de janeiro de 2018, por volta de 4:30 da manhã, policiais responderam a um chamado de um apartamento localizado em Northwood Dr. 1620, Aspen Village Apartments, para checar o bem-estar do jogador de futebol americano de Washington State University que não tinha aparecido no treino. Policiais chegaram e encontraram Tyler Hilinski, 21 anos, falecido em seu apartamento com (aparentemente) um tiro auto infligido à sua cabeça. Um rifle foi encontrado próximo a Hilinski e um bilhete suicida achado. Hilinski é classificado como quarterback segundo anista do time de futebol americano de WSU. Os detetives da Polícia de Pullman e do escritório de Whitman County Coroner estão conduzindo as investigações para confirmar a causa suspeita e a maneira da morte.”

O ponto alto da carreira de Hilinski pelos Cougars foi em setembro de 2017. O quarterback entrou para substituir o machucado Luke Falk e liderou sua universidade a uma virada de 21 pontos, com direito a três prorrogações contra Boise State.

Theo Lawson, jornalista americano, revelou a conversa que teve com a mãe de Hilinski logo após a grande virada sobre Boise State. “Nós nos abraçamos, ele é o meu filho, ele continua sendo meu bebê. A gente estava conversando e algumas vezes ele disse, ‘Mãe, isso realmente aconteceu?’ E eu respondi, ‘Eu sei, Ty. Você tem que aproveitar esse momento porque não é qualquer pessoa que ganha depois de três prorrogações.’ ”

Head coach dos Cougars, Mike Leach expressou seus sentimentos em uma declaração divulgada no Twitter do time.

“Estamos profundamente tristes de ouvir as notícias sobre a morte de Tyler. Ele era um jovem incrível e todos que tiveram o privilégio de conhecê-lo sabiam disso. Toda a comunidade de WSU chora em pensamento e reza por sua família.” – Coach Leach sobre Tyler Hilinski

Em sua carreira universitária, Hilinski lançou 1.421 jardas, nove touchdowns e oito interceptações. Com a formatura de Falk, o maior cotado para tomar sua titularidade era o próprio Hilinski. Sua última partida foi a derrota para Michigan State por 42 a 17 no San Diego County Credit Union Holiday Bowl. Neste jogo, ele lançou para 272 jardas, dois touchdowns e uma interceptação.

(Foto: Reprodução Twitter/Washington State Cougars)

Publicado em NFL, Washington State | Com a tag , | Deixar um comentário

Jon Gruden, novo técnico da equipe Oakland Raiders é contratado por 100 milhões de dólares por 10 anos

Oakland Raiders batem recorde para contratarem comentador da ESPN: Jon Gruden assinou por 100 milhões de dólares um contrato válido pode dez anos

Os Oakland Raiders recrutaram Jon Gruden para o comando técnico da equipa, oferecendo-lhe um contrato válido por dez anos e por valores recorde: cem milhões de dólares (83,6 milhões de euros).

Gruden, de 54 anos, que já venceu o Super Bowl, em 2003, com os Tampa Bay, não treina na Liga Nacional de Futebol Americano (NFL: National Football League) desde 2008, tendo-se tornado, posteriormente, comentador do canal televisivo ESPN, beneficiando ainda hoje de uma boa reputação junto dos Raiders, equipa que orientou entre 1998 e 2001.

“Quero simplesmente dizer que estou contente por estar de volta a uma equipa que nunca quis deixar”, explicou Jon Gruden, durante a sua apresentação. “Graças à minha experiência como comentador, tive a oportunidade de ver outros sistemas de jogo, na defesa e no ataque, e penso que tenho hoje em dia um conhecimento mais vasto da minha modalidade”, garantiu Gruden, cujo irmão Jay treina os Washington Redskins.

Publicado em Jon Gruden, Técnico | Com a tag , , | Deixar um comentário

Pink – Super Bowl LII define estrela da música que vai cantar hino dos EUA

A NFL, liga norte-americana de futebol americano, anunciou nesta segunda-feira, 8, que a cantora Pink irá cantar o hino nacional norte-americano na abertura do Super Bowl LII, a grande final do campeonato, que irá acontecer no próximo dia 4 de fevereiro.

Veja abaixo algumas das apresentações do hino dos Estados Unidos na abertura do Super Bowl. O evento será realizado no US Bank Stadium, em Minneapolis.

Além de Pink, Justin Timberlake já havia sido confirmado como responsável pelo tradicional show do intervalo. Nos anos anteriores, a honraria coube a pessoas como Luke Bryan (2017), Lady Gaga (2016), Idina Menzel (2015), Renée Fleming (2014), Alicia Keys (2013), Kelly Clarkson (2012), Christina Aguilera (2011) e Carrie Underwood (2010). No próximo sábado (13) haverá duelos entre Atlanta Falcons e Philadelphia Eagles na Filadélfia e Tennessee Titans e New England Patriots em Foxborough. Journal Oleme

Publicado em Campeonatos, Geral, NFL, Super Bowl | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Após longa batalha contra o câncer, David Quessenberry estreia na NFL

O dia de Natal foi especial para David Quessenberry, guard do Houston Texans. Promovido ao elenco ativo na semana passada após batalhar três anos contra um câncer (linfoma linfoblástico não-Hodgkin de célula T), o jogador de 27 anos fez sua tão aguardada estreia na National Football League nesta segunda-feira, na derrota da equipe texana para o Pittsburgh Steelers por 34 a 6, no NRG Stadium.

Quessenberry, uma escolha de sexta rodada do draft de 2013, apareceu como bloqueador extra em situações de corrida.

Após perder quase 32 kg durante o processo de quimio e radioterapia, o guard prometeu em 2015: “Eu voltarei a entrar em campo. Será um dia especial. Eu passei por muita coisa. Isso é algo que tem sido uma visão minha durante todo esse processo”.

O retorno aos gramados é o ponto alto de uma longa jornada vivenciada por David Quessenberry, que perdeu sua temporada de calouro por causa de uma fratura no pé. Quando o ex-jogador de San Jose State teve dificuldades de respirar no minicampo em junho de 2014, os médicos encontraram dois litros de líquido no pulmão direito e um pulmão esquerdo que não estava se expandindo totalmente. Pouco depois ele foi diagnosticado com um câncer que potencialmente acabaria com sua carreira e entrou em um programa de manutenção de 30 meses.

Bob McNair, proprietário do Houston Texans, imediatamente declarou que ele e sua equipe dariam apoio ao guard durante sua batalha.

“O Sr. McNair veio sozinho e ele disse que estava orando por mim e que eu não deveria ter medo ou ficar preocupado com futebol americano, que eu deveria me concentrar em vencer esta coisa”, disse Quessenberry recentemente em entrevista a Robert Klemko, da ‘MMQB’.

Publicado em Geral | Com a tag , | Deixar um comentário

XFL pode estar de volta: Dono da WWE pode voltar com última liga rival da NFL

Na última intertemporada, a ESPN americana produziu um dos mais interessantes documentários: Esta era a XFL. Para você que não assistiu, a sinopse sem spoilers é a seguinte: tendo perdido o contrato de televisão com a NFL ao final da década de 1990, a NBC firmou uma parceria com Vince McMahon e a WWE, maior organização de pro-wrestling (luta-livre profissional). O objetivo era simples: promover uma liga de futebol americano profissional com bastante foco no entretenimento e, ao mesmo tempo, saciar a grade de programação da NBC.

A gênese da liga teve alguns problemas em termos de organização e as coisas foram apressadas mais do que deveriam. Os técnicos, que não tinham mais espaço na NFL, nada mais eram do que dinossauros táticos. Num futebol americano profissional cada vez mais voltado para o jogo aéreo, em 2001 a XFL levou ao mundo um jogo arcaico, com toneladas de corridas e hits que geravam partidas apáticas. Era justamente o oposto do que McMahon, ás do entretenimento queria. A essência da liga era ser o que a No Fun League (NFL, a “Liga sem Diversão) não era: pancada pra todo lado, cheerleaders com roupas mínimas e encorajadas a terem relacionamentos com atletas (…), câmeras dentro de campo e todo o mais que fizesse sentido nessa mistura de WWE com futebol americano.

Mal fadada, a experiência durou apenas um ano e deixou poucos legados. O quarterback Tommy Maddox foi um deles – campeão e MVP da temporada-única 2001 da XFL, foi o último quarterback do Pittsburgh Steelers antes de Ben Roethlisberger. A famigerada “câmera do Madden” é outro legado – usada em duas oportunidades desta temporada de 2017 como a principal em transmissões da NBC, desde 2006 de volta à NFL.

16 anos depois da temporada-única, Vince McMahon vê uma oportunidade de renascer com sua liga. A NFL enfrenta em 2017 algumas objeções parecidas com aquelas de 2001. Claro: as comemorações pós-touchdown foram “liberadas” nesta temporada, mas não é como se McMahon não tivesse território a ser explorado. E, como em toda segunda oportunidade, a WWE pode corrigir erros da experiência anterior.

Na noite de quinta, a WWE revelou ao público que vendeu 100 milhões de dólares em ações da companhia. Ainda, foi revelado que isso foi feito com o intuito de “financiar uma entidade separada, com o foco em esporte e entretenimento, incluindo o futebol americano profissional”. Considerando que McMahon reativou algumas marcas registradas ligadas à XFL… Você tem a fome com a vontade de comer. Não precisa ser nenhum gênio da lógica e da interpretação de texto para perceber nas entrelinhas que a liga pode voltar.

Ao melhor estilo showman de McMahon, nada foi dito oficialmente ainda – claro, quando e se o for, será com pompa e espetáculo. Isso, sem dúvidas, ele sabe fazer. Agora… E quanto ao futebol americano? Fácil não será. Para começar, todas as emissoras de TV aberta têm contratos de TV com a NFL – a ABC não tem, mas a emissora irmã, ESPN, também pertencente à Disney, faz as honras. A WWE teria que investir seu próprio dinheiro e não haveria muita garantia de exibição na televisão aberta ou mesmo na TV a cabo.

Quando saberemos o que vai acontecer? Só Deus sabe. Mas se pensarmos em precedente, McMahon anunciou a XFL original no início de 2000 – e a liga começou as atividades em fevereiro de 2001, uma semana após o Super Bowl. Então, se McMahon anunciar os planos no início do ano que vem, tudo indica uma chance de que a intertemporada de 2019 seja um pouco mais agitada. Veremos as cenas dos próximos capítulos.

Publicado em Campeonatos, Geral, NFL | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

A Verizon Communications pagará cerca de 2,25 bilhões de dólares por uma parceria de cinco anos com a Liga Nacional de Futebol Americano dos Estados Unidos

A Verizon Communications pagará cerca de 2,25 bilhões de dólares por uma parceria de cinco anos com a Liga Nacional de Futebol Americano dos Estados Unidos (NFL, na sigla em inglês), que permite aos usuários assistir aos jogos em suas plataformas Yahoo e go90, bem como em dispositivos móveis, disse uma fonte à Reuters nesta segunda-feira.

Sob a parceria, a Verizon renova seu acordo para transmitir os jogos da NFL em seus dispositivos móveis, mas perde o direto de exclusividade sobre as transmissões.

Representantes da Verizon e da NFL não comentaram os termos financeiros do negócio, mas a operadora sem fio líder dos EUA disse que o acordo entrará em vigor em janeiro com a transmissão dos jogos finais da NFL no Yahoo e Yahoo Sports, além da plataforma de transmissão go90 e o aplicativo móvel da NFL.

A parceria também incluirá acesso móvel ao conteúdo original desenvolvido em conjunto, disse a Verizon.

Jennifer Fritzsche, analista da Wells Fargo, disse em nota de pesquisa que o acordo mostra como a Verizon está tentando expandir sua plataforma de publicidade móvel.

Publicado em Geral | Deixar um comentário

Time amazonense, Tarumã Broncos, conquistou o título inédito da competição na grande final.

O estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão foi palco da grande decisão da Copa Norte de Futebol Americano, disputada no último domingo (3) e a festa foi amazonense, em Belém.

Tudo porque o Tarumã Broncos derrotou o Legião por 20 a 16 e conquistou o título de campeão da Copa Norte de Futebol Americano.

O título deu ao time amazonense a vaga na Liga Nacional de Futebol Americano, que será disputado no ano que vem.

Em 2018, o Futebol Americano no Pará terá além da Copa Norte, o Campeonato Paraense, que promete muitas emoções.

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos, Tarumã Broncos, Time | Com a tag , , | Deixar um comentário

Tom Brady, quarterback ídolo do New England Patriots, não pensa em parar apesar da idade avançadas

Ídolo do New England Patriots fala sobre seus métodos de preparação e a rotina de treinos, diz não pensar em aposentadoria e vê evolução apesar da idade avançada

Tom Brady é um dos maiores quarterbacks de todos os tempos. Essa é uma frase que, se você costuma acompanhar a NFL, certamente já ouviu muitas vezes. Aos 40 anos, o quarterback do New England Patriots parece vencer a batalha contra o tempo e se mostra um jogador cada vez melhor apesar do avançar da idade. A precisão dos passes e a força no braço não diminuíram, por outro lado, o jogo mental melhorou ao longo dos anos, o que faz de Brady um quarterback em evolução.

Mas qual o segredo do camisa 12 para seguir evoluindo apesar dos anos passarem? Sem das muitos detalhes, Brady explicou, em entrevista exclusiva ao USA Today, qual o fundamental para se manter em alto nível.

– A realidade para mim é que sem flexibilidade, não há alternativa. Eu sinto que tenho uma excelente rotina. Estou cada vez melhor e me tornando mais refinado conforme vou ficando mais velho – exaltou o camisa 12.

A temporada 2017/18 é uma das melhores da carreira de 18 anos do astro. Apesar de ser o quarterback mais velho da NFL, Brady lidera a liga em tentativas de passe (343), em passes completos (231) e em jardas aéreas (2.807). Brady também é o segundo com mais passes para touchdown (19), em rating médio entre os quarterbacks titulares (108,3) e que tem menos interceptações, apenas duas.

O ponto de mudança da carreira de Brady foi em 2004, já tricampeão do Super Bowl em cinco anos de carreira, quando o camisa 12 sentiu dores no cotovelo durante a pré-temporada. Nascido na Califórnia e torcedor do San Francisco 49ers, Brady lembrou dos problemas que seu ídolo, Joe Montana, histórico quarterback dos 49ers, enfrentou no mesmo local. Naquele momento, Brady decidiu mudar seus hábitos e, junto com seu treinador Alex Guerrero, apostou na flexibilidade para ter um carreira longeva.

– Venho fazendo isso a 12 anos, as pessoas tem que correr atrás de mim. Não dá para explicar em 30 segundos. É um estilo de vida, uma escolha de estilo de vida. É tudo cumulativo e se soma. As coisas pequenas, quando se juntam, se tornam coisas grandes – afirmou o jogador.

Por quanto tempo Brady ainda pode seguir jogando? Nem o próprio quarterback sabe dizer ao certo, mas uma coisa ele tem certeza, vai fazer de tudo para continuar jogando o maior tempo possível.

– Acredito que é difícil pensar em algo diferente. Eu me sinto muito bem.

Publicado em Geral, Jogador, Tom Brady | Com a tag , | Deixar um comentário

Right Tackle do Cincinnati Bengals fará cirurgia no coração e pode encerrar a carreira aos 24 anos

Right tackle do Cincinnati Bengals, Jake Fisher pode nunca mais jogar futebol americano. O jogador ficará afastado por tempo indeterminado devido a um problema cardíaco.

De acordo com o site Yahoo Sports, o atleta (24 anos) terá que passar por uma cirurgia ainda nesta semana para corrigir irregularidades nos batimentos do coração.

No último domingo, durante a partida contra o Jacksonville Jaguars, o jogador deixou o campo e foi diretamente para o hospital. O problema foi detectado após uma bateria de exames.

Nesta quarta-feira, o técnico da equipe, Marvin Lewis, disse que Fisher “precisa ficar afastado dos esportes de contato por um período”. O treinador, no entanto, evitou detalhes.

Mais tarde, Lewis participou de um programa de rádio e falou de forma mais aberta sobre o caso, mas preferiu não dar um prazo para o retorno. A imprensa norte-americana acredita que tudo depende do sucesso do procedimento cirúrgico.

Na NFL desde 2015, Fisher é peça fundamental na linha ofensiva dos Bengals e tem atuado como titular desde que foi draftado pela franquia como escolha de segundo round.

Publicado em Campeonatos, Cincinnati Bengals, NFL, Time | Com a tag , | Deixar um comentário