Suspenso – O quarterback, Tom Brady, vai mesmo cumprir quatro jogos de suspensão

tom-brady-foto-imagem

O ‘quarterbackTom Brady vai ter de cumprir quatro jogos de suspensão, que lhe foram impostos em maio pela NFL, liga de futebol-americano dos Estados Unidos, anunciou esta segunda-feira um tribunal de apelo de Nova Iorque.

O jogador dos New England Patriots foi suspenso em maio passado, pelo alegado papel no esvaziamento intencional de bolas durante um jogo de futebol-americano, mas a decisão foi anulada em setembro, na sequência de um recurso apresentado por Brady.

A decisão, tomada esta segunda-feira por um tribunal de apelo de segunda instância, dá razão à NFL na batalha legal contra Bradly e o sindicato dos jogadores.

Esta nova decisão, tomada por um painel de três juízes, poderá colocar fim a um debate legal sobre o escândalo, que ficou conhecido como ‘Deflategate’, o caso das bolas com pressão inferior ao regulamentar num decisivo encontro dos ‘play-offs’.

A NFL suspendeu, em maio, o ‘quarterback’ Tom Brady, dos New England Patriots, por quatro jogos sem vencimento, no âmbito do caso das bolas esvaziadas num decisivo encontro dos ‘play-offs’.

O denominado ‘Deflategate’ levou ainda a NFL a multar os Patriots em um milhão de dólares e a retirar aos atuais campeões a sua escolha da primeira ronda do ‘draft’ (bolsa de recrutamento de jogadores) de 2016 e a da quarta ronda de 2017.

Uma investigação da NFL concluiu, entretanto, que era “mais provável do que não” que os responsáveis dos Patriots tinham combinado retirar um pouco de ar às bolas no jogo em que venceram os Indianapolis Colts, por 45-7, e que Brady “tinha, pelo menos, conhecimento genérico de atividades inapropriadas”.

Publicado em Jogador, Tom Brady | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Capacete High-tech – Empresa Vicis cria capacete de futebol americano que irá proteger contra fraturas cranianas, lesões traumáticas no cérebro e concussões

Com a tecnologia sendo aplicada em diferentes áreas, não é de se estranhar que ela também esteja de olho nos campos de futebol americano. Se depender da empresa Vicis, os jogadores de futebol americana devem utilizar o novo capacete high-tech da companhia na próxima temporada. A startup de Seattle, nos Estados Unidos, acaba de receber US$ 4 milhões em financiamento para seus negócios, somando um total de US$ 14 milhões recebidos desde sua fundação. O dinheiro é apenas uma parte de um financiamento ainda maior que envolve mais de 60 apoiadores, incluindo neurocirurgiões, empresários, médicos e, claro, atletas do esporte ianque. O dinheiro será direcionado ao marketing e comercialização do novo capacete ZERO1, que já está incluso no equipamento de alguns atletas na temporada da NFL do ano que vem.

De acordo com a Vicis, o item oferece mais proteção do que os capacetes tradicionais contra fraturas cranianas, lesões traumáticas no cérebro e concussões. Isso ocorre porque o material externo do capacete foi desenvolvido para suavizar as pancadas e contato físico entre jogadores. Nas palavras do CEO da fabricante, Dave Marver, o capacete conta com um sistema de multicamadas que é mais efetivo que a cobertura de policarbonato utilizada atualmente.

O ZERO1 será disponibilizado no mercado por US$ 1.500 (cerca de R$ 5.297), preço bem salgado se comparado, por exemplo, ao modelo profissional AiR XP Pro da Schutt, marca tradicional no mercado, que sai por US$ 200 (cerca de R$ 706). Ainda assim, Marver disse que a empresa continuará trabalhando para encontrar uma maneira de baratear o custo do acessório.

Fonte: Canaltech

Publicado em Capacete, Equipamentos, Geral | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Lesões cerebrais – Mais de 40% dos jogadores aposentado da Liga Nacional de Futebol Americano(NFL) apresentam sinais de traumatismo craniano

choque-futebol-americano-imagem

Mais de 40% dos jogadores aposentados da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) apresentam sinais de traumatismo craniano, segundo exames de ressonância magnética realizados por um estudo divulgado esta segunda-feira no encontro anual da Academia de Neurologia dos EUA.

— Este é um dos maiores estudos já realizados com ex-jogadores da NFL e um dos primeiros a demonstrar provas significativas de que eles sofreram uma lesão traumática — explica o autor do estudo, Francis Conidi, da Universidade da Flórida. — O índice de lesão cerebral é significativamente maior entre estes ex-atletas do que na população em geral.

Os pesquisadores conduziram diversos testes, entre eles de memória, com 40 jogadores aposentados da NFL, assim como exames de varredura do cérebro. A idade dos jogadores variava de 27 a 56 anos — a média era 36. A maioria havia deixado a liga há menos de cinco anos. Jogaram, em média, por sete anos, e tiveram uma média de 8,1 concussões.

As imagens de ressonância magnética mediram a quantidade de danos na matéria branca do cérebro, que liga diferentes regiões do órgão, com base no movimento de moléculas de água no tecido cerebral. Dezessete jogadores, ou 43%, tinham níveis de circulação abaixo do visto em pessoas saudáveis​​ da mesma idade. Este é um sinal de lesão traumática do cérebro.

Nos testes de habilidades de pensamento, cerca de 50% tinham problemas significativos sobre a função executiva, 45% na aprendizagem ou memória, 42% na atenção e concentração, e 24% na função espacial e perceptual.

Publicado em NFL | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Aposentadora precoce – Jogador de futebol americano, Aj Tarpley, de 23 anos se aposenta da NFL por lesões cerebrais

foto-aj-tarpley-jogador-de-futebol-americanoAJ Tarpley, que atuou nos Bills na última temporada, divulgou a decisão no Instagram

Linebacker do Buffalo Bills, AJ Tarpley anunciou uma notícia dura para quem acompanha a sua carreira e é apaixonado pelo esporte. Nesta quinta-feira, o jogador disse que está deixando o futebol americano devido a concussões cerebrais – cada vez mais recorrentes. Detalhe: ele tem apenas 23 anos.

– Depois de meses de análise, eu estou me aposentando do futebol americano. Eu sofri a terceira e quarta concussão da minha carreira na última temporada e estou deixando o esporte que amo para preservar minha saúde. Essa decisão foi a mais difícil da minha vida, mas após muita pesquisa e contemplação eu acredito que seja o melhor para o meu futuro – disse o atleta no seu Instagram.

Caso jogasse na próxima temporada, Tarpley receberia a incrível quantia de 525 mil dólares (R$ 1,9 milhão). Profissionalmente, ele jogou apenas no Buffalo Bills na última sessão e recebeu 416 mil dólares (R$ 1,5 milhão) de salário.

Publicado em Aj Tarpley, Ex-jogador, Geral | Com a tag , | Deixar um comentário

Mercado ainda não percebeu popularização de futebol americano e o seu real potencial econômico

O futebol americano parece ter cravado raízes no Brasil. Apesar de o Super Bowl ter visibilidade na TV desde os anos 80, havia pouca empolgação por aqui pelo maior evento esportivo dos EUA.

A insistência da ESPN com a NFL começou a mudar isso. Nos últimos quatro anos, o Super Bowl cresceu a audiência em 800%. Ainda assim, parecia um interesse cíclico, diante de evento que possui atrações para além do jogo.

O que expõe essa mudança é a organização de torneios regulares no país. Pela quinta vez em dois anos, o esporte da bola oval irá invadir os gramados de futebol, com jogo no Beira-Rio, uma das arenas da Copa.

Os estádios do Mundial, aliás, têm sido alguns dos palcos preferidos dessas ações. As Arenas Pantanal e Pernambuco já abrigaram duelos. O estádio de Cuiabá ostenta o recorde de público no Brasil: 14 mil pessoas.

No dia 20, foi a vez de a Arena Independência abrigar uma partida. O jogo entre Minas Locomotiva e Get Eagles, pela abertura do Campeonato Mineiro, atraiu 5.634 pagantes.

Apenas como comparação: Atlético x Cruzeiro, no mesmo local, uma semana depois, pelo Campeonato Mineiro, teve 15.842 torcedores.

A NFL já se atentou a esse interesse do público nacional. Em fevereiro chegou-se a especular a possibilidade de o Jogo das Estrelas do futebol americano ser no Brasil em 2017.

Quem ainda não percebeu esse novo público é o mercado. Só os grandes jogos atraem patrocínios pontuais. Patrocinadores fortes, como Visa e Bud, podem ser o impulso que falta ao desenvolvimento do futebol americano no Brasil.

 

Publicado em Brasileiro de Futebol Americano, Campeonatos, NFL | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Comandado pelo filho do Lula, Luís Cláudio da Silva, o torneio Touchdown é cancelado por “falta de consenso”

touchdown-torneio-comandado-filho-do-lula-lulinha-foto
Por meio de nota em seu perfil oficial no Facebook, o Torneio Touchdown – liga nacional de Futebol Americano – informou o cancelamento da competição nesta temporada. “O Touchdown e os times não chegaram ao um consenso de como deveria funcionar o campeonato em 2016 e por causa disto decidimos que a Touchdown não irá mais organizar campeonato algum em 2016”, diz o texto na rede social. Um dos organizadores da competição é Luís Cláudio da Silva, filho mais novo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Em entrevista ao jornal ‘Folha de S. Paulo’, o empresário enfatizou que o cancelamento não é por conta do fato de ser um dos alvos da Operação Zelotes, da Polícia Federal. “Não tem nada a ver com isso [investigações]. Isso eu te garanto. Até porque primeiro eu precisaria ser acusado de alguma coisa para ter que me preocupar com a alguma defesa. Isso não existe”, afirmou Luís Cláudio que comentou sobre a saída de alguns patrocinadores da competição. “Não é só o futebol americano que está assim. A crise está aí em todo lugar. Não tem nada a ver com qualquer outra coisa”, declarou.

Após a confirmação do cancelamento do torneio, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA), Guto Sousa, explicou que caso haja um interesse dos times em participar dos certames chancelados pela entidade, eles serão bem-vindos, desde que não prejudiquem os atuais filiados – tanto os times que disputam a Liga Nacional (2ª divisão), assim como a Superliga Nacional (1ª Divisão).

O Torneio Touchdown abrigava 16 equipes sendo duas de Curitiba – o Brown Spiders e o Paraná HP.

Publicado em Geral | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Aposentadoria – Após nove anos, Calvin Johnson se aposenta da NFL

CALVIN-JOHNSON-foto

Um dia após Peyton Manning anunciar sua aposentadoria do futebol americano, outra estrela da National Football League (NFL) teve seu fim de carreira confirmado. O site oficial da NFL confirmou que o wide receiver Calvin Johnson oficialmente não jogará mais pela equipe e nem por outro time da liga, conforme um comunicado de sua equipe, o Detroit Lions, à imprensa nesta terça-feira (8).

O jogador, conhecido pelo apelido de Megatron, confirmou a decisão em uma nota à imprensa. “Deixe-me os assegurar que de que não foi uma decisão fácil ou rápida. Como já falei, ao lado das pessoas mais próximas de mim, tive tempo para deliberar e rezar até chegar a esta decisão e estou totalmente em paz com ela”, disse Johnson., que disse na carta ‘ter jogado seu último jogo de futebol’.

“Quero que todos saibam que tenho o enorme respeito pelo jogo. Ele me trouxe muitas coisas para mim e minha família e só posso ficar eternamente agradecido ao futebol americano”, completou o WR, que encerra a carreira aos 30 anos de idade.

Calvin Johnson nove temporadas defendendo os Lions, onde se destacou como uma das principais estrelas da NFL. Em 2012, ele estabeleceu o recorde de maior número de jardas recebidas em uma temporada do futebol americano (1.964), além de ter a segunda marca da liga em jardas recebidas em um jogo (329). Destas nove temporadas, foram seis com mais de mil jardas conseguidas através de passes completados e a maior média de jardas por jogo de passes recebidos (86.1), também sendo o dono de todos os recordes de recepções (731), jardas (11.619) e touchdowns (83) da franquia de Detroit.

Apesar dos números dignos de um membro do Hall da Fama do Futebol Americano, Johnson sofreu com lesões em suas últimas temporadas pelos Lions, principalmente problemas no joelho, que limitaram sua performance pelo time. O jogador também teve apenas duas participações em jogos de playoffs, em 2011 e 2014, as duas partidas terminaram com derrota para o time de Detroit contra, respectivamente, New Orleans Saints e Dallas Cowboys.

A aposentadoria precoce de Johnson foi cogitada em alguns momentos após o final da temporada regular de 2015 da NFL. No mês passado, o Megatron afirmou em uma nota que seriamente ‘pensava em seu futuro na NFL’, sendo citadas inclusive semelhanças com outro ídolo dos Lions, o running back Barry Sanders (um dos melhores da história da NFL), que em 1999 anunciou de forma repentina sua aposentadoria mesmo no auge da forma física e técnica.

Publicado em Calvin Johnson, Ex-jogador, NFL | Com a tag , , , | Deixar um comentário

O lado corrupto da NFL é retratado no filme “Um Homem Entre Gigantes”

Concussion-filmeFilmes sobre esportes normalmente adotam um clichê bastante conhecido em Hollywood. Eles centram suas histórias na tríade: superação, sonho e glória e assim se tornam por vezes repetitivos e fracos. Concussion (“Um Homem Entre Gigantes”), por outro lado, aponta para outra direção e justamente por isso vale a pena assistir. O filme estreia nesta quinta-feira (03) em todas as salas de cinema da cidade.

Nos Estados Unidos, pouca gente desafia a NFL. Assim como a FIFA, o órgão máximo do futebol americano também possui histórias de corrupção e lavagem de dinheiro. Neste caso tratado pelo filme é a saúde dos atletas que está em jogo. A liga corrompe diversos profissionais para atestar normalidade nos impactos decorrentes do contato físico proporcionado pelo esporte e que trazem consequências drásticas no futuro dos jogadores (veja no filme quais são).

A descoberta do médico Bennet Omalu é recente, mas fez com que o futebol americano alterasse algumas regras, como por exemplo, o contato físico de cabeça com cabeça (ou capacete com capacete). Ainda assim os riscos continuam sendo reais e não podem ser negados. A luta de Omalu para ser reconhecido virou alvo de uma série de matérias investigativas divulgadas pela imprensa (http://www.pbs.org/wgbh/frontline/film/league-of-denial/) e que trazem mais detalhes quanto ao estudo sobre os danos cerebrais.

Neste filme dirigido pelo diretor Peter Landersman, Will Smith não faz um papel excelente, mas consegue transmitir a frieza e ingenuidade do médico que enfrenta tudo e todos para revelar ao mundo a sua descoberta científica e o consequente compromisso com a verdade.

Todo fã de esportes deve assistir. Recomendo!

Assista ao trailer:

Publicado em NFL | Com a tag , , | Deixar um comentário

Aposentadoria – Jared Allen – Ex-Jogador de futebol americano

jared-allen-jogador-futebol-americanoDefensive end dos Panthers imita clichê de filmes e planeja cavalgar rumo ao pôr do sol: “Mas vendo que não há pôr do sol, vou apenas cavalgar”

Jared Allen anunciou em grande estilo sua aposentadoria da NFL. Nesta quinta-feira, o defensive end do Carolina Panthers postou nas redes sociais um vídeo em que imita o clichê de filmes de faroeste, em que os cowboys terminam a trama cavalgando rumo ao pôr do sol (clique e veja o vídeo). Só que o agora ex-jogador de futebol americano fez uma brincadeira, já que não havia sol em um dia de tempo ruim e neve do inverno do hemisfério norte.

– Eu só queria dizer obrigado pela incrível carreira de 12 anos. Este era a parte em que eu ia cavalgar rumo ao pôr do sol, mas vendo que não há pôr do sol, vou apenas cavalgar – disse Jared, no vídeo.

Cavalgar rumo ao pôr do sol (riding off into the sunset) virou um provérbio americano depois do sucesso dos filmes de faroeste e significa deixar algo para trás rumo a uma nova e feliz vida. O jogador deixa o Carolina Panthers logo depois de perder o Super Bowl para o Denver Broncos. Cinco vezes defensive end do Pro Bowl, Jared começou sua carreira na NFL no Kansas City Chiefs e se destacou no Minnesota Vikings – também teve passagem pelo Chicago Bears. Além do vídeo, ele confirmou sua aposentadoria em um anúncio formal.

– Quero aproveitar esse momento para agradecer a minha família, amigos, fãs e companheiros de equipe, que me deram seu contínuo apoio durante minha carreira de 12 anos. Foi uma bela jornada para mim, e eu não poderia estar mais grato por essas memórias. Foi com uma grande quantidade de pensamentos e considerações que eu decidi que não vou voltar ao futebol americano no ano que vem. Quero agradecer ao Carolina Panthers, ao Chicago Bears, ao Minnesota Vikins e ao Kansas City Chiefs, que me deram a oportunidade de viver meu sonho e ser parte desta maravilhosa comunidade. Obrigado pelas memórias eternas – disse Jared.
jared-allen-super-bowl-foto

Publicado em Jared Allen, Jogador, Super Bowl | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Futebol americano – Vendas só aumentam – Produtos : calças, shorts, regatas, jaquetas, bermudas, bonés, bolas e artigos licenciados dos 32 times da NFL

produtos-futebol-americano
O Super Bowl 50 terminou, mas o brasileiro há tempos dá mostras de que a paixão em torno do futebol americano vai além do jogo final da principal liga deste esporte no mundo. Na Netshoes, por exemplo, o faturamento com as vendas de produtos dessa modalidade cresceu 17 vezes em 2015, em comparação com 2014.

Durante o ano passado, a loja online multiplicou por seis o número de artigos de futebol americano: hoje, são mais de 600 à disposição dos consumidores. A marca também ampliou o mix de produtos – calças, shorts, regatas, jaquetas, bermudas, bonés, bolas –, além de passar a oferecer artigos licenciados de todos os 32 times da liga norte-americana do football.

Atualmente, os itens mais procurados no e-commerce são as jerseys dos times, que remetem às camisetas oficiais de jogo, e a bola campeã de vendas da categoria é a estilizada com o logo oficial da liga de futebol americano dos Estados Unidos.

Publicado em Bola, Capacete, Equipamentos, Ombreiras, Protetor, Uniforme | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário